Serviço terá início em Santos (SP) e deve se expandir pelo Brasil.

Uma novidade no sistema de transporte público pode ajudar a melhorar o fluxo no trânsito em alguns Estados. Os gestores da empresa Uber fizeram anunciar, no último dia três (3) deste mês de dezembro de 2019, que uma nova modalidade de condução está sendo inserida no sistema.

Trata-se da inserção da operação de patinetes elétricos da empresa em território brasileiro. Esse processo terá início no município de Santos, Estado de São Paulo. Esse serviço consiste em sistema de aluguel que poderá ser usufruído a partir do próprio aplicativo, o qual, também, dispõe de automóveis particulares e das entregas de refeições via Uber Eats, por meio de pedidos em celulares Android e em iPhone, iOS.

Este mesmo de tipo de serviço está iniciando a partir de valores bem competitivos, acessíveis e atraentes, iniciando por 1,50 reais, para efetuar o desbloqueio de veículo e vai somando precisamente 0,75 por minuto de utilização.

De acordo com os gestores da organização, a inserção da modalidade de patinetes consiste em mais uma fase sedimentada que intensifica o compromisso da empresa em reunir, dentro de um único aplicativo, os vários meios que compõem a linha de transporte, abrindo mais vias de locomoção, com alternativas para todas as necessidades e gostos.

No mês de setembro, os gestores da Uber fizeram anunciar uma série de alterações sobre o sistema integral de app, e iniciou nova mostragem no transporte público dentro de um tempo real em toda cidade de São Paulo.

Deste modo, o diretor que rege as Novas Modalidades da empresa Uber em todo o Brasil, fez demonstrar muita animação e espírito positivo a partir da inauguração da nova operação das patinetes na cidade de Santos. Conforme a declaração do mesmo diretor, esse tipo de serviço tem por meta prolongar o auxílio público para os clientes, para lhes dar mais alternativas de se deslocar com facilidade e precisão. Assim, a Uber também contribui com a diminuição de congestionamentos em trânsito e diminuição da poluição no meio urbano.

Os mesmos gestores da Uber estão promovendo outros projetos, que estão em andamento, e já preparam os novos materiais educativos, cujo objetivo está em fazer intensificar a segurança de todos os seus usuários.

Esse mesmo conteúdo, que já está disponível dentro do próprio App e também no site oficial da companhia, apresenta as normas rigorosas de trânsito e demais dicas úteis para fazer conduzir os patinetes de modo seguro, já que se trata de um meio de locomoção que exige equilíbrio, atenção e controle, pois a pessoa, sobre um patinete, é como um skatista, que precisa se equilibrar e estar atento, sendo muito fácil acidentar-se.

Qual o procedimento para fazer solicitar o serviço das patinetes elétricos pela Uber?

Todas as pessoas interessadas em usufruir do aluguel de patinetes elétricos pela Uber, por enquanto, deverão ser residentes do município de Santos, ou estar passando uma temporada na região, para fazer uso dessas operações do novo serviço.

A partir do próprio App, quando está aberto e rodando em sua mais recente versão, basta ao usuário pressionar o ícone que indica o veículo, situado no canto inferior do mapa, na tela. Assim que localizar uma patinete elétrico na rua, será necessário digitalizar a imagem ou digite um código específico para desbloqueá-lo.

Outro modo de contatar o serviço é o seguinte: o cliente poderá fazer a reserva de algum dos veículos por um tempo de até 15 minutos, no sentido de se deslocar até o mesmo e fazer desbloquear. Assim que a viagem estiver concluída, será necessário estacionar a patinete elétrico em algum local dentro da própria área de atuação, evitando que se bloqueie a passagem dos demais veículos ou pedestres.

Paulo Henrique dos Santos

Confira aqui as principais ofertas de Black Friday 2019 das principais redes de restaurantes fast food.

Para quem achava que a promoção de Black Friday se limitava apenas a promoções de produtos físicos como: Celulares, fogões, panelas, roupas e muito mais, quero dizer que isso é um grande engano. Esse é o momento ideal para aproveitar as promoções de alguns restaurantes de fast food. São muitas as opções para se aproveitar nesses dias. E quem gosta de comer bem e pagar pouco deve aproveitar algumas dessas ofertas. O bacana é que o leque de opções também é muito bacana. Tenho certeza que algumas dessas opções irá te conquistar. Veja agora algumas das redes participantes e os valores das promoções.

Promoção na Popeyes

Essa é a famosa rede de vendas de frango frito de Louisiana. Ela já é famosa aqui no Brasil e já coleciona muitos clientes que são completamente apaixonados pelo sabor do prato principal do restaurante e outras opções também. Essa rede vai disponibilizar 29,50% de desconto na Black Friday. Duas promoções que vão fazer a cabeça dos clientes nesses dias de Black Friday são: Combo Double Louisiana Soul por R$ 13,95 e Balde 3×1 com refil de refrigerante por R$9,90. É importante ressaltar que já é possível aproveitar as promoções pelo Uber Eats, nas datas do dia 21 até o da 28.

Promoção no Burger King

O Burger King é uma das redes que mais está sendo aguardada pela maioria dos usuários desse tipo de restaurante. Por ser muito popular e oferecer várias opções de hambúrguer saborosos, esse é o restaurante de fast food que deve receber mais pedidos na Black Friday.

A rede já começou a fazer algumas promoções diárias como a famosa casquinha por R$ 0,50. Porém, a espera é pela maior promoção da rede que vai acontecer no dia 29/11/2019, que será a venda de 6 sanduíches por apenas R$15,00. A promoção vai funcionar da seguinte maneira: O cliente que pagar a promoção de 3 sanduíches por R$ 15,00 pelo Mercado Pago, vai levar o dobro. Ou seja, ele vai levar 6 sanduíches por 15,00.

Promoção no Pizza Hut

Outra rede de fast food que promete alegrar a vida de muitas pessoas é a Pizza Hut. Esse restaurante é conhecido por vender pizzas com ótimo sabor e já reúne uma alta quantidade de admiradores. A promoção para o Black Friday será de 50% de desconto em todos os sabores das pizzas de tamanho grande da rede. E isso só começa a valer de verdade no dia 29.

Promoção Taco Bell

A Taco Bell é a famosa rede que vende os melhores tacos. A promoção desse restaurante vai do dia 25 a 29 de novembro. O que é muito bom, pois são 4 dias para aproveitar preços com 75% de desconto no produto famoso da casa, que é o Crunchy Taco Supreme, que vai sair por apenas R$1,90. É importante avisar que cada cliente poderá comprar apenas 5 unidades do produto.

Promoção no Giraffas

Outro restaurante que promete agradar muito nesse Black Friday é o Giraffas. A rede começou a sua promoção do dia 22 para a alegria de muitos e vai terminar a mesma no dia 29 (o grande dia da Black Friday). Vão ter muitas opções de promoção no restaurante e será um desconto de 50%. Os clientes estão limitados a comprarem até 3 produtos. Veja agora duas opções de promoções:

– Filezinho de frango empanado por apenas R$ 9,90

– Steak vegetariano por apenas R$11,90

Como vimos acima, a Black Friday também vai ser muito interessante para quem quer economizar nas refeições. O ideal é ir disposto a enfrentar algumas filas, já que se tratando de promoção e de comida, o sucesso é certo!

Escrito por Cristiane Amaral

Saiba aqui mais detalhes sobre a Black Friday 2019 no Brasil.

Se você não é muito chegado em fazer compras, ou promoções, existe uma remota possibilidade de não fazer ideia do que é a Black Friday. Mas tudo bem, a Black Friday só é o maior evento de promoções do mundo todo, e você vai entender o porquê aqui e agora.

A Black Friday, ou Sexta Feira Negra, é o dia em que se abrem oficialmente as compras para a comemoração do Natal. O que acontece nessa sexta feira, que é a última sexta-feira do mês de novembro (dia 29 em 2019), é uma explosão de preços baixos e promoções em, praticamente, todas as lojas. Hoje em dia é dificil pensar em uma loja que não participe desse evento.

A comemoração, que acontece depois do dia de ações de graça, começou nos Estados Unidos e hoje acontece ao redor do mundo todo. Paralelo a isso, logo depois da Black Friday, acontece o que chamamos de Cyber Monday. A segunda-feira que sucede a sexta feira negra, em que acontecem várias promoções de compras pela internet. Hoje em dia, funciona como uma extensão da Balck Friday, já que mais da metade das compras feitas nesse dia são feitas online.

Mas por que o nome é Black Friday? Há quem diga que nos anos 90, na Filadélfia, chamavam de Black Friday a sexta depois do dia de ação de graças por causa do movimento e dos grandes congestionamentos. Mas esse não foi o único motivo. O termo também foi usado para se referir à crise de 69. Mas foi em 75 que o termo Black Friday passou a ser conhecido e usado para valer. Os jornais usavam o nome para se referir à loucura e movimento por causa do evento, já que era uma estratégia natural, de se colocar as coisas com um desconto gigantesco naquele dia, justamente.

Mas as aplicações não param por aí. O nome passou, nos anos 80, a ser usado para se referir aos dias de maior faturamento do varejistas, e desde essa época, a black friday ficou conhecida como a sexta feira em que mais se fatura, e que mais se tem promoção.

A black friday é um evento perfeito para as empresas faturarem um lucro absurdo. Por isso, algumas grandes lojas abrem bem cedo nesse dia. Algumas lojas, inclusive, abrem meia noite por causa da grande procura, com a popularização do evento.

No Brasil, a primeira Black Friday aconteceu no ano de 2010, e uniu mais de 50 empresas de vendas online. No ano de 2013, a black friday foi um dos dias em que mais se vendeu na década, com mais de 770 milhões de faturamento no comércio online. No ano de 2014, esse valor duplicou, com mais de 1,2 bilhões de reais em vendas online. Esse valor acabou por consolidar a black friday no Brasil e desde então tem acontecido todos os anos no mesmo dia, ou seja, na última sexta feira do mês.

Hoje em dia, algumas das maiores empresas de vendas por varejo são as primeiras a serem visitadas pelos compradores de plantão. É o caso da Amazon, Americanas, Submarino, Magazine Luiza e Dafiti. Algumas empresas também costumam fazer o que é chamado de "esquenta", onde são divulgados alguns preços promocionais antes da black.

Além dessas preparações, a Black Friday passou a influenciar para que outros eventos do tipo fossem aparecendo. A Cyber Monday, que como já citada é a segunda feira que sucede a sexta feira das promoções, acontece também perto do final do primeiro semestre, a Book Friday, que nada mais é do que uma sexta feira em que vários livros entram em promoções de até 80% de desconto. Nesse ramo, a Amazon é lider absoluta.

DAVI GABRIEL SOARES


Representante da Categoria indica início da paralização a partir do dia 29 deste mês.

Os brasileiros já podem começar a ficar em estado de alerta, pois os caminhoneiros estão planejando uma nova greve para os próximos dias. Na realidade, é uma greve que estava prevista para o mês de maio, mas que depois de vários debates foi antecipada para este mês de abril. Para saber tudo sobre esta nova paralisação dos caminhoneiros, continue lendo este artigo.

Todo mundo se lembra da última greve realizada pelos caminhoneiros no ano passado, que gerou muitas polêmicas e muitos transtornos em todo o país. Uns dizem que deu certo, outros afirmam ter sido um grande erro. Pois bem, uma nova paralisação deve acontecer nos próximos dias. Na verdade, a previsão é de que no dia 29 do mês de abril os caminhões parem de trafegar pelas rodosvias do país.

Wanderlei Alves é o representante da categoria e afirmou nesta última quinta-feira, dia 18 de abril, que a nova paralisação terá início na meia-noite da segunda-feira, dia 29 de abril. De acordo com Dedêco, nome pelo qual é conhecido, a greve foi antecipada pelo fato de o óleo diesel ter aumentado.

Ainda de acordo com o representante, a maioria dos trabalhadores decidiram que a greve fosse de fato antecipada. Em contrapartida, outros caminhoneiros prefeririam aguardar um pouco mais. Contudo, pelo fato de a maioria estar a favor, a antecipação irá acontecer, principalmente pelo fato de cada vez estar mais difícil trabalhar.

Antecipar a paralisação foi uma decisão tomada por grupos de caminhoneiros que pertencem à várias lideranças. Desse modo, caminhoneiros de todo o país devem aderiar ao movimento. Além disso, não se pode prever as dimensões que a greve terá, pois o movimento pode crescer do mesmo modo que aconteceu ano passado.

De acordo com as palavras de Dedêco, os caminhoneiros já estão sabendo que depois de 15 anos o óleo diesel teve de sofrer outro aumento, sendo que este último aumento já gerou prejuízos a classe que não alterou o valor dos fretes.

Na sua opinião, o dispositivo de lei do piso mínimo do transporte rodoviário de cargas que busca associar o incremento do frete ao aumento do óleo não serve para nada, isso porque a tabela de fretes não é cumprida. Se os caminhoneiros pagassem o piso mínimo, esse aumento do diesel não iria os prejudicar. O problema é que não cumpre conforme o que está na tabela.

De acordo com a lei , sempre que haver uma oscilação no valor do diesel, sendo esse aumento de 10% ( para menos ou para mais), uma nova norma de piso deve ser publicada pela ANTT, que é a Agência Nacional de Transportes Terrestres.

Deve existir uma melhoria na fiscalização sobre o cumprimento do piso. O representante citou que no Espírito Santo será testado pelo governo um documento de transporte eletrônico, o que obriga a transportadora a pagar o valor mínimo do piso, o que deveria ser testado em todo o país.

O Ministro /Chefe da Casa Civil não quer mais diálogos com a categoria. Na realidade, o governo busca dialogar com grupos que acabam não representando de fato os interesses da classe.

Essa mobilização está sendo planejada por diversos grupos que se comunicam por WhatsApp, cujos membros são somente caminhoneiros. O efeito de uma nova greve na economia do país poderia ser evitado, uma vez que uma paralisação gera um visível prejuízo, mas o governo se nega a desembolsar o valor que sirva para oferecer subsídio ao óleo diesel até que o piso mínimo dos fretes funcionem de verdade.

Nesse sentido, é bom que as pessoas tomem conhecimento desta nova greve.Não se pode prever quanto tempo ela poderá durar, podendo ser apenas um dia ou vários dias, o que irá depender de um acordo entre governo e caminhoneiros.

Sirlene




CONTINUE NAVEGANDO: