Vacinação Covid-19 MA 2021- Quem Pode se Vacinar

Categorias: 2021 - Coronavírus - Notícias - Saúde

Veja aqui as principais informações sobre a vacinação contra o coronavírus no estado do Maranhão.

Na última segunda-feira, 18, o Maranhão deu início a vacinação contra a Covid-19. Na distribuição feita pelo Ministério da Saúde o estado recebeu, no total, 164.240 doses da Coronavac – vacina produzida pelo Butantan em associação ao laboratório chinês Sinovac.



De acordo com o governo estadual, a previsão é de que 78.223 maranhenses sejam vacinados nessa primeira etapa, contando as duas doses previstas para cada pessoa.

Veja mais detalhes sobre como será o processo de vacinação no Maranhão

Quantas pessoas deverão ser vacinadas no estado?

A estimativa é de que 1,75 milhão de pessoas sejam imunizadas no estado do Maranhão. Entretanto, esse número diz respeito ao total dos imunizados nas três fases.



Quem será vacinado durante a primeira fase?

De acordo com informações da pasta da saúde do Maranhão, o foco da vacinação na primeira fase serão pessoas pertencentes aos seguintes grupos:

  • Pessoas com 75 anos ou mais;
  • Idosos que estejam em abrigos ou em asilos com idade superior a 60 anos;
  • Profissionais que atuam na área da saúde;
  • Comunidades e povos habitantes ribeirinhos;
  • Indígenas habitantes em terras próprias;
  • Pessoas com deficiência institucionalizada.

Há vacinas para todos os pertencentes ao grupo prioritário?

Não. Por isso, caberá a cada município definir as regras de vacinação e distribuição dentro do exposto como grupo prioritário.

Quantas doses serão aplicadas em cada pessoa?

Cada pessoa deverá receber duas doses da Coronavac. O intervalo entre uma aplicação e outra é de duas ou três semanas.

Onde será possível se vacinar?

Também será de responsabilidade das prefeituras definir os locais de vacinação. Em São Luis, por exemplo, a vacinação será feita no Centro Municipal de Vacinação contra Covid-19, localizado no bairro Cohafuma. A vacinação in loco será feita somente com os idosos que vivem em abrigos.

Existem seringas e agulhas o suficiente no estado?

De acordo com o governo, sim. A informação oficial é de que foram distribuídas 4 milhões de seringas entre os municípios do estado para a realização da primeira fase de vacinação.

Pessoas com dificuldade de locomoção ou acamadas serão vacinadas?

A vacinação de pessoas que não podem se deslocar até o local de vacinação será definida pelas prefeituras que determinarão a melhor forma das equipes de saúde atenderem a esses indivíduos.

Existe previsão para a imunização do resto da população?

Não. E isso é válido para quase que todos os estados. O Ministério da Saúde afirma que somente poderá divulgar algum cronograma depois de realizada as primeiras etapas de vacinação.

Reserva financeira para a compra de vacinas

Carlos Lula, secretário de Saúde do Maranhão, afirmou em entrevista ao jornal Bom Dia Mirante, que o estado possui uma reserva de 50 milhões de reais para a compra de vacinas contra Covid-19 no exterior.

Entretanto, o secretário chama a atenção que o problema, no momento, não chega a ser a questão financeira e, sim, a disponibilidade das vacinas. O mundo inteiro está atrás das doses, e o Brasil acabou sendo ainda mais prejudicado devido à exclusão por países como Índia e China.

O comentário do secretário tem razão de ser. Ainda existem algumas incertezas sobre a chegada de insumos vindos da China para o Butantan produzir o segundo lote da Coronavac.

A vacina de Oxford, que também depende de insumos chineses, começará a ser fabricada no país em março, segundo o governo federal. Lembrando que Índia acabou deixando o país de fora do primeiro grupo a receber as doses fabricadas no país. O governo federal afirma que está em negociações e tem procurado conversar com representantes do país, porém, até o momento nenhuma decisão concreta foi anunciada.

Continue acompanhando nossas atualizações e fique por dentro das notícias mais importantes do país.

Por Denisson Soares



Outros Conteúdos Interessantes