Vacinação contra Covid em SP 2021 – Quando e Quem pode Vacinar

Categorias: 2021 - Coronavírus - Notícias - Saúde

Confira aqui quem pode receber a vacina nesta primeira fase de vacinação contra Covid no Estado de SP 2021.



De acordo com informações divulgadas pelo governo do Estado de São Paulo, o cronograma apresentado anteriormente pelo governador João Dória para a vacinação contra a Covid-19 foi suspenso. A alteração dos planos originais se deu depois de um acordo realizado com o Ministério da Saúde. Com isso, todas as unidades da vacina Coronavac produzidas pelo Instituto Butantan serão alocadas para uso via SUS – Sistema Único de Saúde.

De acordo com o cronograma original, o primeiro grupo a ser vacinado no estado de São Paulo seria a população indígena. A data prevista para o início da imunização era o dia 25 de janeiro — os indígenas seriam imunizados juntamente com os profissionais que atuam na área da saúde.

O grupo dos idosos com idade acima dos 75 anos começaria a ser vacinado a partir do dia 08 de fevereiro. Em dezembro do ano passado o Ministério da Saúde apresentou o Plano Nacional de Imunização que contemplava os idosos com mais de 75 anos no primeiro ciclo de vacinação.

Entretanto, o governo federal decidiu atualizar o documento que passou a determinar que apenas idosos em asilos, além de índios e profissionais de saúde, fossem incluídos no grupo prioritário. Mas devido a mudança feita, agora não há nenhuma previsão de quando os idosos fora dos asilos deverão ser vacinados.



Lembrando que o planejamento inicial traçado pelo governo de São Paulo partir da possibilidade de que o Ministério da Saúde não compraria a Coronavac, uma vez que o próprio presidente, repetidas vezes, disse ser contra a vacina.

Se o cronograma original fosse seguido pelo estado, a previsão é de nove milhões de pessoas fossem imunizadas com as duas doses necessárias da Coronavac até o fim do mês de março. Lembrando que com a aprovação de uso emergencial por parte da Anvisa a vacinação do estado começou no último domingo, dia 17, com os profissionais de saúde.

O governo do estado já informou que seguirá a disposições do Plano Nacional de Imunização. Também informou que a previsão no momento é de que as doses já produzidas sejam o suficiente para abranger os idosos em asilos ou aqueles hospedados em instituições de longa permanência.

Até o momento, o governo de São Paulo ainda não informou com clareza se entre o número de 1,37 milhão de doses destinadas ao estado no primeiro lote estão inclusas as doses que seriam destinadas para idosos com mais de 75 anos — o primeiro lote de vacinas produzidas pelo Butantan foi de 6 milhões de doses.

Vacinação no estado de São Paulo

O governo do estado criou o site Vacina Já com o objetivo de realizar o pré-cadastro da população na campanha de vacinação contra a Covid. O site já tem um número significativo de inscritos, sendo que já ultrapassa 500 mil cadastros (isso apenas nas primeiras 24 horas de funcionamento).

Uma detalhe importante sempre lembrado pelo próprio governo do estado é que o site Vacina Já não é voltado para o agendamento. A finalidade é melhorar o atendimento e tornar mais rápida a chegada da vacina aos grupos prioritários, tais como os profissionais de saúde e indígenas, evitando aglomerações nos locais de aplicação.

Se o indíviduo pertencer a algum dos grupos prioritário o registro pode ser feito via internet. O processo é simples e leva poucos minutos. Para isso, basta acessar o site www.vacinaja.sp.gov.br. É necessário informar alguns dados pessoais como data de nascimento, endereço e nome. Por isso, ter em mãos os documentos facilita o processo de cadastro.

Vacina emergencial

A Coronavac foi aprovada, por unanimidade, pela Anvisa para uso emergencial no último domingo, dia 17. Os técnicos da agência confirmaram que a vacina tem uma eficácia de 50,4%.

Por Denisson Soares



Outros Conteúdos Interessantes