Vacinação contra Covid em Curitiba 2021 – Quem Pode Tomar

Categorias: 2021 - Coronavírus - Notícias - Saúde

Confira aqui os grupos que receberão a Vacina contra a Covid-19 em Curitiba.

Se o ano de 2020 foi assustador por conta da nova Pandemia do Covid-19, o ano de 2021 iniciou com grande expectativa e esperança para todos.



Depois de grandes estudos, testes, aprovações por órgão de saúde, a vacina da Covid-19 foi aprovada de forma emergencial e já está entre nós.

A vacina chegou em solo curitibano no início da semana e se deu início ao programa de vacinação nessa quarta-feira dia 20 de janeiro às dez horas da manhã, no Pavilhão de Eventos do Parque Barigui. O programa segue o Plano Nacional de Imunização e tem como objetivo imunizar um total de 24,4 mil pessoas pertencentes ao primeiro grupo. São eles: os profissionais da saúde que atuam na linha de frente do tratamento de Covid-19, idosos que moram em lares e os profissionais desses lares. Dentre esse público específico, também estão presentes um total de 150 indígenas que pertencem a única aldeia da região, localizada no bairro Tatuquara.
Ainda dentro dessa primeira fase, como denominado, serão contemplados com a primeira dose da vacina: agentes funerários, guardas municipais, estudantes da área da saúde que estagiam na área e a equipe da FAS (Fundação de Ação Social).

A segunda dose da vacina da Covid-19, para esse grupo da primeira fase, está prevista para ser aplicada daqui a vinte dias. Para os grupos que pertencem as demais fases do Plano de Imunização não há data prevista para iniciar a aplicação. Isso, devido a carência da vacina, não só em nosso país, mas no mundo.



A Prefeitura de Curitiba já se adiantou e já divulgou quais são os grupos pertencentes da segunda até a quinta fase. Seguindo a ordem de prioridade dos chamados “grupos de risco”.

Na segunda fase está previsto para vacinar: os idosos, seguindo a ordem dos mais acamado e por idade seguindo a ordem de pessoas acima dos 90 anos, seguido por idosos entre 75 a 79 anos; em seguida os de 70 a 74 anos; os de 65 a 69 anos e por fim os de 60 a 64 anos. Junto com a fase de vacinação dos idosos teremos os agentes penitenciários e os presos.

O público que pertence a terceira fase do Plano de Vacinação são aqueles que possuem algum problema de saúde crônico que possa acentuar o quadro de Covid, entre eles temos pessoas que possuem diabetes, problemas cardíacos considerados graves, obesidade, pressão alta, neoplasias, doenças neurológicas, deficiências permanentes de alto grau e também pacientes transplantados e imunossuprimidos. Os moradores de rua também pertencem a essa fase de vacinação.

Na quarta fase do plano de imunização da Prefeitura estão presentes os motoristas de aplicativos e taxistas, os motoristas e cobradores de ônibus, os professores, policiais e profissionais da zeladoria pública.

Por fim, temos a quinta fase, a última fase da vacinação da Covid-19. Essa fase engloba as pessoas que não pertencem e não se enquadram em critérios de grupos de risco e que são menores de 60 anos. Esse grupo será vacinado em ordem etária, ou seja, dos mais velhos até os mais novos.

Lembrando que para garantir a imunização contra a Covid-19 é preciso tomar as duas doses da vacina e apenas para a primeira, das cinco fases, possui calendário. No momento ainda não se sabe quando toda a população será vacinada.

Sendo assim, relembramos aqui que os cuidados com a higiene, o uso de máscara e o distanciamento social ainda são medidas, de prevenção da doença, necessárias. Ainda estamos presenciando picos dos números de casos de Covid e o Sistema de Saúde Pública ainda corre o risco de entrar em colapso e enfrentar problemas como o que vimos acontecer no estado do Amazonas.

Karin Cristina Cubas



Outros Conteúdos Interessantes