Coronavírus e Delivery – Dicas e Cuidados com os Pedidos

Categorias: Notícias - Saúde

Confira aqui algumas medidas para evitar contágio do COVID-19 ao receber comida nos pedidos feitos por aplicativos.

Com o isolamento social recomendado para achatar a curva de contágio do COVID-19, restaurantes, lanchonetes e padarias, com lojas vazias, focam agora no sistema de entrega de comida via aplicativos de delivery. Entretanto, o contato com o entregador, dinheiro, cartão de crédito ou débito, maquinetas de pagamento e embalagens, também podem trazer riscos. Pensando nisso, a Prefeitura de Curitiba, através da Secretaria Municipal de Saúde, lançou uma série de recomendações de higiene e medidas preventivas para esse tipo de serviço.



Segurança do profissional

Como o entregador de aplicativo tem contato direto com muitas pessoas, a preocupação com a saúde do profissional é real e merece atenção. A orientação é que o entregador mantenha uma distância mínima de 1,5m do cliente, dos demais entregadores e funcionários dos restaurantes. Lavar as mãos com água e sabão ou, na falta dessa possibilidade, higienizar com álcool 70° antes e após cada entrega. O ideal é que o pagamento seja feito diretamente no aplicativo, para evitar contato do entregador com dinheiro ou cartão de crédito e maquineta. Nesses casos, higienizar novamente as mãos. A maquineta também deve ser constantemente higienizada.

Consumidor: cuidados pessoais e com as embalagens

O consumidor deve sempre preferir fazer o pagamento do serviço pelo aplicativo. Não sendo possível, deve optar pelo cartão de crédito, débito ou de aproximação. Na hora de receber a encomenda, pode combinar com o entregador, via chat, um local onde este pode deixar o pacote para que o cliente o pegue, evitando contato próximo entre os dois. Ao entrar em casa com as embalagens, lavar as mãos imediatamente, Em seguida, descartar diretamente no lixo sacolas plásticas ou de papelão e higienizar os recipientes que contém a comida com álcool 70° ou uma solução de água clorada: 02 colheres (sopa) de água sanitária para cada litro de água. Borrifar nas embalagens ou utilizar um pano limpo. Higienizar as embalagens é muito importante, já que o vírus permanece viável em superfícies plásticas por até 03 dias e, no papelão, por até 24h. Antes de consumir o alimento, higienizar novamente as mãos.

A comida é vetor de contaminação?

Nessa entrevista para o portal UOL, o biólogo e doutor em microbiologia pela USP Átila Iamarino informa que não há casos registrados e que, portanto, a atenção deve estar voltada mesmo é para as embalagens e o contato com o entregador. Na mesma matéria o biólogo informa que cuidados com as embalagens devem ser tomados, mas que não há necessidade de paranoia, pois o risco de contágio é maior no contato do entregador com o cliente do que com as embalagens.



O que dizem os serviços de entrega

Na matéria do UOL, o iFood informa que estuda formas de diminuir ao máximo o contato do entregador com o cliente e que orienta restaurantes parceiros a respeito de boas práticas no manuseio das embalagens e higiene dos funcionários.

A Uber Eats declara que desde o dia 28 de fevereiro vem reforçando as orientações aos restaurantes e que um epidemiologista está orientando as tomadas de ações da startup na prevenção do contágio e disseminação.

Boletim atualizado

A Prefeitura de Curitiba mantém um boletim atualizado dia após dia com os dados sobre o avanço do COVID-19 no município. É possível consultar o boletim através desse link. Os números mais recentes informam um total de 79 casos confirmados. Destes, 19 precisaram de atenção hospitalar, 07 continuam internados em estado grave. Nenhuma morte confirmada até o momento por COVID-19. Dos quatorze óbitos suspeitos, dez foram descartados e quatro continuam sob investigação.

Números gerais:

  • 525 descartados

  • 119 suspeitos

  • 79 confirmados

  • 39 recuperados

Esses dados são do dia 30 de março, atualização mais recente.

No site da Secretaria de Saúde do Município o cidadão pode consultar essa página para mais informações e orientações de cuidado e higiene para clientes, profissionais e gestores de estabelecimentos do setor de alimentação.

Alessandra Fallace



Outros Conteúdos Interessantes