Coronavírus no Brasil – Números Oficiais de Casos (26-03-2020)



Saiba aqui o número de casos e mais detalhes sobre o Coronavírus no Brasil.

Para possibilitar o acompanhamento dos casos de coronavírus no Brasil, o Ministério da Saúde está apresentando, diariamente, na parte da tarde, os dados oficiais sobre a pandemia. Até a tarde da última quinta-feira (26), o país tinha 2.915 casos confirmados de Covid-19, com um total de 77 óbitos.

O último balanço divulgado pelo Ministério da Saúde sobre a pandemia de coronavírus (Covid-19) no Brasil apontou que, até a tarde da última quinta-feira (26), o país havia registrado 2.915 casos oficiais da doença. Em relação aos óbitos causados pela Covid-19, já foram contabilizados 77, a maioria no estado de São Paulo.



Os dados oficiais do Ministério da Saúde mostram que, considerando o número total de casos confirmados e a quantidade de óbitos registrados até agora, a taxa de letalidade da doença no Brasil está sendo de quase 3%. Isso significa que, a cada 100 pessoas que contraem o vírus no país, 3 evoluem à morte.

Dados detalhados por região

Como já era esperado pelo Ministério da Saúde, todas as regiões e todos os estados brasileiros (incluindo o Distrito Federal), em algum momento, apresentariam casos da Covid-19.

Depois que isso se confirmou, ainda no começo da segunda quinzena de março, o trabalho agora foca em identificar todas as ocorrências para que sejam apresentados à população os números totais.



Até agora, de acordo com os dados divulgados nesta quinta-feira (26), São Paulo é o estado com o maior número de casos oficiais (1.052) e também de mortes (58). Em segundo lugar está o Rio de Janeiro. O estado já registrou 421 casos de Covid-19, com 9 mortes contabilizadas.

A quantidade de infectados e de mortos nesses dois estados faz com que a região Sudeste tenha os números mais elevados em relação ao coronavírus. Veja abaixo uma lista com os números totais (de casos confirmados e de óbitos) de cada região:

  • Sudeste (1.665 casos confirmados e 67 mortes);
  • Sul (392 casos confirmados e 2 mortes);
  • Centro-Oeste (275 casos confirmados e 1 morte);
  • Norte (126 casos confirmados e 1 morte);
  • Nordeste (457 casos confirmados e 6 mortes).

Evolução do coronavírus (Covid-19) no Brasil

Paralelamente à divulgação desses dados, foram apresentadas algumas estimativas sobre a evolução da Covid-19 no Brasil.

A expectativa do Ministério da Saúde é de que, a partir de agora, o número de infectados pelo novo coronavírus no país dobre a cada 3 dias caso não sejam respeitadas medidas de distanciamento social mais rígidas em todo o território nacional.

Nesse sentido, vale lembrar que alguns estados, como São Paulo, que é o mais afetado até agora, já implementaram medidas rigorosas.

Os dados oficiais do Ministério da Saúde podem não representar a realidade

Embora o Ministério da Saúde faça levantamentos diários em parceria com as secretarias estaduais de saúde para identificar o número de casos de coronavírus em todo o país, os números apresentados dificilmente representam a realidade.

Isso acontece devido a alguns fatores que impossibilitam a identificação exata de todos os casos. O principal fator é a existência de sintomas leves em cerca de 80% dos infectados.

Com isso, a maioria das pessoas que contrai a Covid-19 sequer percebe que está com a doença. Consequentemente, essas pessoas não procuram atendimento médico e não são contabilizadas nas estatísticas oficiais das secretarias estaduais de saúde e do Ministério da Saúde.

Também contribui para a imprecisão dos dados apresentados o fato de haver uma limitação na quantidade de testes para identificar a Covid-19. Muitos estados estão testando somente pessoas que apresentam sintomas mais graves ou que fazem parte dos chamados grupos de risco (idosos, hipertensos, diabéticos e portadores de doenças crônicas e respiratórias).

O que o Ministério da Saúde confirma é que, nas próximas semanas, os casos de coronavírus aumentarão de maneira significativa no Brasil. Por isso, a recomendação é para que aquelas pessoas que podem ficar em casa, saiam apenas para fazer atividades essenciais.

Por Alex Castro

Outros Conteúdos Interessantes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *