Enem 2019 – Gabarito Oficial das Provas



O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP) divulgou no dia 13 de novembro, o gabarito oficial do Enem 2019.

Os alunos que querem acessar o gabarito podem fazê-lo pelo site: http://enem.inep.gov.br.



Entretanto, a nota (resultado) ainda vai levar mais um tempo para ser divulgada.

Assim, serão liberados resultados individuais em janeiro de 2020 (O Inep precisa, ainda, confirmar o dia).

Conforme comenta a direção do instituto, a correção da prova será efetuada em duas etapas.



Questões objetivas serão analisadas por softwares e computadores. Já as redações serão analisadas por dois diferentes avaliadores.

Alunos, no primeiro dia da prova, responderam um total de 45 questões sobre linguagem e o restante sobre ciências humanas e suas tecnologias. Fora isso, o Enem 2019 testou a capacidade de síntese e argumentação dos alunos ao propor a elaboração de uma redação cujo tema é “Democratização do acesso ao cinema no Brasil”.

Num outro momento, no segundo dia de prova, o Enem apresentou discussões e questões sobre Matemática e Natureza. A totalidade de questões no contexto do Enem, nos dois dias de prova, é de 180 (múltiplas escolhas).

Alguns pontos importantes do Enem:

  • Avalia a capacidade de interpretação do estudante.
  • Testa as habilidades argumentativas e o poder de síntese do s alunos.
  • Julga e analisa o pensamento lógico, consistência e coerência de ideias.
  • O propósito é avaliar o desempenho acadêmico do aluno na última etapa do ensino médio.
  • O ENEM oferece parâmetros seguros e consistentes para que o aluno teste seus conhecimentos assimilados e competências desenvolvidas.
  • O ENEM também analisa a qualidade do ensino de uma maneira global e integral.
  • Outro propósito é orientar o aluno na difícil missão de optar por uma carreira e prosseguir com os estudos (aprender ao longo da vida).
  • O resultado do ENEM pode oferecer uma base e referências para o constante melhoramento do ensino médio e os currículos dessa etapa de ensino.
  • É, sobretudo, um importante mecanismo (alternativo, único ou complementar) para que estudantes acessem o ensino superior. Isso acontece principalmente no caso das instituições federais de educação superior.
  • É uma boa oportunidade para acessar programas governamentais de financiamento ou apoio estudantil (educação superior).
  • Trabalha as esferas educativas do saber, fazer, ser, pensar e refletir (integração de diferentes competências).
  • O ENEM oferece nortes estratégicos e indicadores para a contínua melhora da educação brasileira.
  • É uma “porta de entrada” muito importante para diferentes setores e segmentos do mundo do trabalho.

Pelo conjunto de competências avaliadas no contexto do ENEM, a prova almeja testar o aluno de uma maneira mais integral, mais justa e mais equitativa, em vez de focar na capacidade de memorização (“decoreba”).

Além disso, analisa inúmeros tipos de conhecimentos e saberes, conciliando noções sobre cidadania, uso das tecnologias, ética e inteligência prática.

O ENEM, portanto, almeja uma autêntica formação integral, preparando o educando para uma vida laboral, cidadã e social.

É uma “atividade-meio”, um “meio” para aprimorar continuamente o alinhamento entre educação, mercado de trabalho, vida social, tendências tecnológicas, vida pós-adolescência (vida adulta) e continuidade dos estudos.

Algumas dicas (finais) para os alunos:

O ENEM, por oferecer tantos parâmetros consistentes para melhorar a educação, demonstra a necessidade que nosso ensino possui em dar um salto qualitativo (foco na mudança e na melhora).

Por isso, todo nosso ensino tende a se tornar mais flexível, mais mutável e mais adaptado às necessidades do mercado e de uma vida cidadã.

Assim, nunca pare de estudar e de buscar um maior aprofundamento para fazer a diferença nesse mundo.

Felipe Gruetzmacher



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *