Jogo ao vivo online Criciúma x Brasil de Pelotas – série B – 27 rodada



Jogam hoje, dia 08/10, pela série B do Brasileirão 2019, os times do Criciúma (muito mal colocado na competição) e o Brasil de Pelotas, que se encontra do meio pra baixo na tabela. Ambos os times fazem uma campanha ruim, e tentam renascer das cinzas para que a série C não seja realidade para eles em 2020.

Em particular os times de Santa Catarina estão fazendo campanhas horrorosas, tanto na série A como na série B. Na série A, a desgraça fica por conta do time do Avaí e da Chapecoense, que estão na Z4 (4 times que compõem a zona de rebaixamento). A Chapecoense, em especial, tem grandes chances de ser rebaixada para a série B, que seria um fato histórico para a equipe (já que nunca caiu). Na série B, Criciúma dá as mãos para o Figueirense, para serem enterrados juntos na série C em 2020. Ambos estão na zona de rebaixamento para a terceira divisão.



No jogo de hoje, que será transmitido ao vivo pelo canal Premiere, Criciúma e Brasil de Pelotas tentam apresentar um futebol suficientemente bom para fazerem menos feio. O campeonato já passou de sua metade, e não faz sentido terem jogado tão pouca bola até agora.

Em suas últimas 5 partidas, o Criciúma perdeu 3, empatou 1 e perdeu 1. Já o Brasil de Pelotas foi tão ruim quanto, com apenas 1 vitória, 2 empates e 2 derrotas.

MAIS DETALHES DO JOGO ENTRE CRICIÚMA E BRASIL DE PELOTAS:



Local da partida: Estádio Heriberto Hulse, em Criciúma (Santa Catarina)

Quando? 08/10/2019 (terça)

Qual horário? 20h30 (horário de Brasília)

Quem irá apitar o jogo? Igor Junio Benevenuto de Oliveira (Minas Gerais)

Quais serão os auxiliares do árbitro? Marconi Helbert Vieira (Minas Gerais) e Leonardo Henrique Pereira (Minas Gerais)

Escalação provável do Criciúma: Luiz, Carlos Eduardo, Sandro, Thales e Marlon; Eduardo, Foguinho, Wesley e Daniel Costa; Vinícius e Léo Gamalho

Escalação provável do Brasil de Pelotas: Carlos Eduardo, Ricardo Luz, Leandro Camilo, Bruno Aguiar e Pará; Leandro Leite, Carlos Jatobá, Murilo Rangel e Diogo Oliveira; Rodrigo Alves e Guilherme Queiroz



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *