Síndrome de Burnout – O que é a doença que afetou Anitta



Conheça os sintomas e tratamento da Síndrome de Burnout, doença que afetou a cantora Anitta.

Há poucos dias assessoria de imprensa da cantora Anitta revelou uma importante notícia, que a artista está sofrendo com a Síndrome de Burnout. Ela precisou cancelar alguns compromissos por essa razão. Muitas pessoas ficaram sem saber do que se tratava. Mas, essa síndrome pode ser mais comum do que se imagina, e é basicamente uma grande estafa mental, que acaba afetando outras áreas e causando muitos outros transtornos. Como a cantora teve uma crise, foi indicado que a mesma ficasse em repouso para se sentir melhor. Conheça agora os principais sintomas da Síndrome de Burnout e como tratá-la.

Sensação de exaustão

Um dos principais sintomas da síndrome de Burnout é a sensação de exaustão. Que é quando o corpo não consegue reagir as suas funções mais comuns e existe a grande necessidade de se deitar ou a falta de vontade de fazer coisas bem simples do dia a dia. Esse é um dos sintomas mais comuns dessa síndrome e precisa ser avaliado o quanto antes.



Desgaste físico

Outro sintoma bem comum da síndrome de Burnout é o desgaste físico. A pessoa que sofre dessa síndrome fica lenta e não consegue manter a rotina diária da mesma forma. É como se a produtividade caísse muito e isso fica nítido para todos que estão ao redor. As tarefas mais simples podem parecer mais complicadas da noite para o dia. A sensação é de que o corpo está passando por um início de algum problema de saúde. É bom ficar atento para que esse sintoma não passe despercebido.

Sentimento de negatividade

O terceiro sintoma dessa síndrome é o que pode chamar a atenção mais facilmente, que é um comportamento com pensamentos negativos. É quando a pessoa não enxerga nada de positivo na rotina da sua vida, e só consegue enxergar as coisas da pior forma. O senso autocrítico também fica muito forte e isso pode gerar problemas sérios na vida profissional e pessoal.

Crise de estresse

A crise de estresse também é um dos sintomas da síndrome de Burnout. Geralmente, as pessoas que estão passando por esse problema, sente-se com os nervos a flor da pele e podem explodir a qualquer momento ou com motivos simples. Essas crises podem ser intensas e mais comum do que se imagina.



Desenvolvimento de insônia

As pessoas que sofrem com essa síndrome podem desenvolver insônia de uma hora para outra. Esse tipo de problema piora ainda mais os outros sintomas da síndrome, pois uma noite de sono é muito importante para manter uma ótima qualidade de vida.

Veja o que a CFM diz a respeito dessa síndrome

O Conselho Federal de Medicina já registrou a Síndrome de Burnout como uma doença associada a um esgotamento intenso que foi gerado pelo ambiente ou tipo de trabalho. Está registrado sobre o código QD85, e foi incluída como Síndrome Internacional de Doença. E, por essa razão, ela deve ser tratada de forma correta por um médico especialista nesse tipo de síndrome.

O que causa essa síndrome?

Geralmente, as pessoas que trabalham em um ambiente muito estressante e com uma rotina desgastante podem ter mais facilidade de desenvolver esse problema. Quando os sintomas começarem a aparecer é preciso buscar ajuda médica.

Qual é a forma de tratar a síndrome de Burnout?

As pessoas que sofrem com essa síndrome devem buscar por ajuda de tratamento com psicoterapia. Esse passo é muito importante para organizar tudo que está sentindo por dentro. Ter uns dias de folga para descansar também é essencial. Em casos mais graves é preciso fazer uso de remédios ansiolíticos e antidepressivos. Fazendo o tratamento corretamente fica mais fácil resolver o problema.

Essas são as principais informações da Síndrome de Burnout!

Por Cristiane Amaral

Síndrome de Burnout



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *