Eleições 2018 – O que Levar, Ordem da Votação



As eleições acontecem das 8h às 17h em todo o Brasil.

Neste domingo, dia 7 de outubro, será realizada a eleição 2018 em todo país, sendo este o primeiro turno e os eleitores devem providenciar desde já, todos os documentos necessários, sendo que muitos só precisam se preocupar com o título de eleitor, mas tem aqueles que não poderão votar, pelos mais diversos motivos e precisarão fazer a justificativa para não terem problema com a Justiça Eleitoral.

O horário da votação é das 8h às 17h e não há prorrogação no horário. Às 17h os portões são fechados e só quem já se encontre dentro do local de votação é que poderá votar após o término do horário estipulado. A dica para quem não quiser ter problema é evitar as últimas horas, os mais precavidos votam logo pela manhã, assim ficam com o resto do dia livre, sem ter que se preocupar mais com isso.



Outro cuidado que o eleitor deve ter é em relação ao local, tendo que verificar com antecedência as seções e zonas eleitorais. Acesse o site do TRE – Tribunal Regional Eleitoral – de seu estado e verifique onde deverá ir para votar, é só preencher o formulário, informando o número do título de eleitor ou o nome completo, a data de nascimento e também o nome da mãe.

Que documento levar

Todo eleitor precisa apresentar no momento em que for votar, o seu título de eleitor, com um documento oficial de identificação que tenha foto, sendo que cópias não são aceitas, mesmo que estejam autenticadas. No caso daqueles que já se cadastraram para a biometria, é só apresentar o e-Título.

Ordem da votação

Diferente de 2014, este ano os eleitores deverão votar primeiramente no Deputado Federal, veja como é a ordem para as eleições de 2018:



  • Deputado Federal – 4 dígitos
  • Deputado Estadual – 5 dígitos
  • 1º Senador – 3 dígitos
  • 2º Senador – 3 dígitos
  • Governador – 2 dígitos
  • Presidente – 2 dígitos

Votos Nulos e Brancos

Decepcionados com os atuais políticos e sem esperança nos candidatos para a próxima gestão, muitos eleitores decidem votar em branco ou então anular seu voto, porém, muitos não fazem a menor ideia do que acontece quando tomam esta atitude.

Independente de ser voto branco ou nulo, o importante é saber que eles não beneficiam nenhum dos candidatos.

O voto é considerado nulo quando o eleitor digita o número errado e confirma. Este número, não sendo de nenhum dos candidatos, então será anulado. No caso do voto branco, o eleitor tem a opção de escolher a tecla 'Branco' e depois ir na tecla 'Confirma'.

A diferença entre votos nulos e brancos é apenas a forma como são computados, mais nada, pois ambos não têm a menor influência no resultado final das eleições. No momento da apuração, somente os votos válidos são considerados.

Duas vagas para o Senado

Muitos eleitores poderão se confundir na hora de escolher os dois senadores, por isso é bom ter muita atenção neste momento e é preciso votar em senadores diferentes, pois se votar no mesmo duas vezes, o segundo voto automaticamente é anulado.

Neste domingo (07), serão mais de 147 milhões de eleitores comparecendo às urnas e escolhendo seus representantes. São 1.654 cargos disponíveis no poder Executivo e também no Legislativo, sendo que mais de 28 mil candidatos tentam conquistar a preferência dos eleitores.

Quem não encontrar seu título de eleitor, ainda assim deve ir votar, neste caso é só levar um documento de identificação com foto, podendo ser até mesmo a carteira de trabalho, passaporte ou a carteira de habilitação. No site do TSE é possível realizar uma consulta e descobrir o número de seu título de eleitor, é só informar seu nome completo, o nome da mãe e também a data de nascimento.

Por Russel

Eleições 2018



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *