Como Anular o Voto nas Eleições 2018



Saiba aqui como votar nulo e o que pode acontecer caso decida fazer isso.

Já estamos no meio do mês de setembro e no início do mês de outubro os brasileiros mais uma vez devem ir as urnas para escolher seus representantes para a Câmara dos Deputados, para o Senado e para a Presidência. Contudo, com tantos acontecimentos envolvendo políticos, os brasileiros andam um pouco desacreditados com a política do país e a maioria das pessoas não consegue encontrar um candidato que possa ser seu representante na política.

Diante deste quadro de instabilidade, muitas pessoas estão considerando a opção de votar nulo, uma vez que o voto no Brasil é obrigatório. Contudo, muitos eleitores ainda não sabem o que fazer para anular o voto. Se este for o seu caso, continue lendo este texto e saiba o que fazer para anular o seu voto.



Anular o voto é um ato que, diferentemente do que muitas pessoas pensam, não é ilegal, já que está previsto na Constituição do ano de 1988, sendo considerado um direito que o eleitor possui e se torna uma forma de protestar.

Muitos brasileiros se perguntam se o voto nulo pode chegar a anular a eleição. Pois bem, a resposta é não. De acordo com o previsto no código eleitoral, ainda que mais de 50% da população vote nulo, a eleição não pode ser anulada, sendo considerados para definição apenas os votos válidos.

Dessa forma, de acordo com o Código Eleitoral, para que uma eleição perca a validade é preciso a comprovação de alguma forma de fraude, como por exemplo a compra de votos ou ainda algum tipo de alteração que tenha sido feita na urna eletrônica. Também pode tornar uma eleição nula o fato de os candidatos possuírem pendências na justiça.



Diante desta informação, se você está pensando em anular o seu voto na intenção de contribuir para a anulação das eleições, pense melhor. De repente uma avalição melhor dos candidatos pode te ajudar, já que de toda forma alguém será eleito para ocupar postos extremamente importantes para o futuro do nosso país.

Mas, se você já está decidido a anular seu voto, esse procedimento é muito simples. Basta seguir os passos seguintes:

Bem, como já se sabe, na urna eletrônica não existe nenhum botão “nulo”, como é o caso do botão “branco”. Por isso, a única forma de anular o voto é digitar um número inexistente nos campos em branco. Por exemplo, para Presidente que são dois dígitos você pode colocar “00”, ou qualquer outra combinação de números que não corresponda a nenhum candidato. Depois de digitar os números é só apertar a tecla confirmar, que é a verde. Faça dessa forma em todos os postos, que são para deputado estadual, deputado federal, governador e presidente.

Considerando os termos políticos, os votos nulos não entram na contabilidade como votos válidos e por isso não fazem parte das estatísticas do número de votantes. Por isso, se a sua intenção é anular seu voto para tirar a força do candidato mais cotado nas pesquisas, essa anulação pode ter um efeito contrário, o deixando ainda mais forte.

Como brasileiro, é muito importante que você esteja consciente sobre o seu voto, independente se ele é nulo, branco ou em um candidato. Pois tudo poderá interferir no resultado, deixando as coisas ainda mais complicadas.

O povo brasileiro está cansado de promessas falsas e tanta corrupção e por isso tem se considerado o voto nulo. Se este for o seu caso, esteja consciente de que ainda que para você nenhum dos candidatos ou partidos te representem, o importante é não deixar de votar, ainda que seja nulo.

Votar é um direito político e deixar de ir às urnas pode trazer algumas consequências como o impedimento em concursos públicos, retirada de passaporte, enfim, quem não vota fica em débito com a Justiça Eleitoral.

Sirlene Montes

Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *