DPVAT 2018 no Mato Grosso do Sul – Como Pagar e Valores

Categoria: Carros, Dinheiro, Economia, Notícias 155 0

  

Saiba aqui como pagar e os valores do DPVAT 2018 no estado do Mato Grosso do Sul.

O início do ano sempre é marcado pelo começo ou pagamento total de alguns tributos anuais. Um dos exemplos é o Seguro de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Via Terrestre, conhecido popularmente como seguro DPVAT. O principal objetivo deste seguro é justamente a indenização de vítimas de acidentes de trânsito. Podendo ser concedido a pedestres, motorista ou passageiros, o seguro DPVAT pode ser acionado em casos de morte, invalidez permanente e reembolso de despesas médicas e hospitalares.

Outro fator importante para o pagamento em dia deste tributo é o fato de o mesmo estar diretamente relacionado à licença anual do veículo. Com isso, não pagar o seguro DPVAT 2018 implica no não licenciamento do seu veículo. Esse tipo de irregularidade pode acarretar, por exemplo, na apreensão do seu veículo, multas e juros referentes ao débito em questão.

No Mato Grosso do Sul, assim como nas demais regiões do país, o seguro DPVAT ficou cerca de 35% mais barato que o mesmo tributo pago em 2017. A exceção fica por conta da categoria que engloba motocicletas, motonetas e similares, pois ela manteve os mesmos valores do ano passado. Por outro lado, a opção de parcelamento não estará disponível, com isso, só será possível efetuar o pagamento do tributo em parcela única.

Valor

Confira abaixo o valor fixado para o seguro DPVAT MS 2018 de acordo com a categoria do veículo:

· A Categoria 1 é composta por automóveis e camionetas, sejam eles particulares ou oficiais, integrantes de órgão internacional, missão diplomática ou corpo consular e possui taxa de R$ 45,72.

· Os táxis, carros de aluguel e aprendizagem fazem parte da Categoria 2, cuja taxa é de R$ 45,72.

· Fazem parte da Categoria 3 os ônibus, micro-ônibus e lotação com cobrança de frete de caráter urbano, interurbano, interestadual ou rural, cuja taxa é de R$ 164,82.

· Os veículos citados na categoria anterior (com a diferença de não cobrarem frete), além de micro-ônibus com cobrança de frete e lotação menor ou igual a 10 passageiros, compõem a Categoria 4 com taxa de R$ 103,78.



· A Categoria 8 é a responsável pelos ciclomotores e sua taxa é de R$ 57,61.

· Na Categoria 9 temos as motocicletas, motonetas e similares e taxa de R$ 185,50.

· Caminhões, caminhonetas do tipo pick-up com carga máxima de 1.500 kg, máquinas de terraplanagem e equipamentos móveis em geral (desde que licenciados), fazem parte da Categoria 10, com taxa de R$ 47,66.

· Veículos do tipo reboque e semirreboque estão isentos do pagamento do DPVAT.

Emissão da guia de recolhimento e pagamento

Emitir a guia de recolhimento oficial é uma tarefa bastante simples e pode ser feita através da internet. O procedimento deve ser efetuado por meio exclusivo do site oficial do Detran MS, através do link www.detran.ms.gov.br. No menu de opções clique em “Consultar Débitos de Veículo”. Na página seguinte basta informar a placa do veículo, bem como seu Renavam. Esse procedimento é comum para todos os veículos, sejam eles usados e que irão ter seus licenciamentos renovados ou 0 km e que, portanto, farão seu primeiro licenciamento em 2018.

No caso de micro-ônibus, ônibus e lotação com cobrança de frete (usados e que terão seu licenciamento renovado), o pagamento deve ser feito em uma das seguintes agências: BANCOOB, Banco do Brasil, Bradesco, SICOOB ou Caixa. Para os demais veículos o pagamento pode ser feito em qualquer agência bancária.

Calendário de pagamento

Para conferir o calendário de pagamento e a data de vencimento do seu seguro DPVAT 2018, é bem simples. O primeiro passo é acessar o site oficial da Seguradora Líder, atual administradora do seguro DPVAT, através do link www.seguradoralider.com.br/Seguro-DPVAT/Calendario-de-Pagamento. Após isso, informe o final da placa do veículo e a categoria a qual o mesmo pertence. Pronto, clique em “Consultar” e uma tabela com o vencimento do seu seguro DPVAT será mostrada.

Por Bruno Henrique



Artigos Relacionados

Deixar um Comentário