Cachorro e Fogos de Artifício – Dicas e Cuidados com os Animais

Categoria: Notícias, Outros 71 0

  

Saiba aqui o que fazer para proteger o seu bicho de estimação dos fogos de artifício.

Estamos às vésperas da comemoração do Réveillon e muita gente não vê a hora das festas começarem e à meia-noite aqueles típicos shows de fogos de artifício roubarem a cena marcando a entrada do ano novo. É realmente tudo muito lindo, quando os fogos iluminam os céus de todo o país. Contudo, quem tem um cão em casa sabe o quanto esse momento pode ser aterrorizante para o bichinho.

Há relatos em que donos de cães alegam que seus bichinhos morreram em decorrência do medo causado pelo barulho dos fogos de artifício. Outros relatos mostram o quanto eles ficaram aterrorizados, tremendo, ou desorientados. Há ocorrências em que diante do medo os cães fugiram.

Todos esses relatos comprovam que o barulho dos fogos de artifício provoca uma reação nesses animais. Mas por que eles reagem assim demonstrando tanto medo?

Os veterinários e especialista em comportamento animal afirmam que os cães em especial têm uma audição com mais sensibilidade, de forma que são capazes de ouvir o som desde a sua origem, pelo período de seis centésimos de segundo. Eles assim podem escutar até o ponto de 45 mil hertz, o que é muita coisa para um animal. Por isso, assim que captam o som que para eles é muito alto, eles podem ter diversas reações como a fuga, o desorientamento, correndo de um lado para outro, muitos se escondem em lugares apertados ou correm para seus donos buscando alguma forma de proteção. E o que se pode observar é que eles tremem muito, descontroladamente, o que preocupa seus donos.

Quando um animal morre em decorrência desse tipo de situação, isso pode significar que ele possuía algum problema de ordem cardíaca. Pois nesse momento, o coração acelera muito e se ele possui algum problema pode sofrer uma parada cardíaca e vir a óbito.

Renato Zanetti, que é especialista em zootecnia e comportamento animal, afirma que os donos precisam entender que existe uma diferença entre pânico e medo animal. Assim, o medo é quando o cachorro se sente em situação de perigo, amedrontado, mas não tem reações incomuns, fazendo coisas estranhas. O pânico é uma situação diferente, pois é um medo aumentado e o pet não consegue processar as emoções, de modo que ele adota um comportamento estranho, como buscar fugir do barulho tentando subir em paredes, pular muros altos, tentar atravessar portas transparentes, enfim, reações desesperadoras, que em seu dia a dia eles não fazem.

Para aqueles que se preocupam com o estado de seus cãezinhos em dias de fogos de artifício, o especialista dá algumas dicas para seguir e assim minimizar um pouco essa série de possíveis reações. Veja abaixo o que você pode fazer para ajudar seu pet:

– Procure deixar o animal é um lugar, ambiente mais tranquilo onde o barulho seja abafado. Pode ser um quarto mais nos fundos da casa ou outro cômodo.



– Feche as janelas e outras entradas de som como portas, pois assim o som é abafado. Se for possível ligue um ventilador para arejar o ambiente e coloque uma música mais calma.

– Antes da data em que se realiza a queima de fogos de artificio, familiarize o cão com o ambiente. Passe uma parte do dia com ele lá, leve seus pertences, para ele se sentir a vontade e reconhecer o lugar.

– Certifique-se sobre a segurança do local. Deixe as janelas fechadas são só para abafar o som, mas para também impedir que o pet tente fugir.

– Providencie no ambiente um cantinho para ele se esconder. Você pode colocar uma casinha, uma caixa de papelão forrada. Geralmente eles buscam por tocas. Até mesmo embaixo de camas pode ser um bom lugar, pois e sentem mais protegidos.

– Coloque para eles petiscos e comidinhas que eles gostem muito. E não se esqueça daquele brinquedinho favorito.

– Se estiver em casa com ele, ofereça o seu colo ou carinho. Mas procure trata-lo com naturalidade.

– Por último, certifique-se que o lugar é seguro e não há nada que possa machuca-lo caso ele tente algo inusitado.

Sirlene Montes



Artigos Relacionados

Deixar um Comentário