Fim do Windows Media Player

Categoria: Informática, Notícias, Tecnologia 171 0

  

Microsoft pode encerrar Windows Media Player.

Na medida em que os meios e aparelhos digitais se tornam mais avançados em potencial tecnológico, muitos sistemas e programas de computador ficam comprometidos e obsoletos. De acordo com os desenvolvedores da Microsoft, o famoso programa Windows Media Player provavelmente terá o mesmo destino do Paint, o qual é um programa na área de design e criação, que, conforme a nova estratégia da Microsoft, deve ser descontinuado muito em breve. Este programa tem previsão para ser removido do Windows, em se tratando da Fall Creators Update, segundo o que foi divulgado, já que alguns usuários estão realizando testes para aprovar a próxima versão a ser inserida no sistema operacional, a qual irá se tornar uma opção de funcionalidade no Windows 10.

Esta situação reflete a passagem de um tempo tecnológico para outro, pois esse programa, prestes a ser inativado, teve seu prestígio reconhecido por toda a companhia durante anos. São muitos os procedimentos que são testados na Microsoft com a finalidade de transformar o formato Windows Media em um formato perfeitamente padrão, adaptado aos arquivos de áudio e vídeo, que estejam vinculados ao sistema que controla os direitos autorais. O outro sistema visado dentro dessa meta é um programa, já quase inteiramente caído no esquecimento, chamado Windows Media Center, que se constitui em uma plataforma totalmente baseada em um suporte em torno do Windows Media Player. Ou seja, é uma atualização que pretende tornar inativos programas que já se tornaram incompatíveis com os sistemas atuais.

Muito dos usuários que fazem uso da versão do programa 1709 do Windows 10 já perceberam certa diferença nos programas. Em caráter oficial, o chamado build tem previsão de ser lançado e distribuído como uma das mais imprescindíveis e qualitativas atualizações na próxima divulgação do sistema operacional. Os mesmos usuários, entretanto, declararam que o ao lidarem com o sistema perceberam que o update KB4046355 acabou removendo toda a possibilidade de acesso normal, em relação ao Windows Media Player, como também o acesso de seus dispositivos mais básicos, isso tem ocorrido sem que surjam na tela as devidas perguntas ou as opções. Portanto, os usuários certamente terão de passar por um processo de adaptação às atualizações do Windows nesse sentido.



Embora haja todo um alarde de que o programa será definitivamente aposentado, em realidade, ele permanecerá apenas inativo dentro do sistema operacional, não sendo excluído do sistema, podendo até ser restaurado por meio dos comandos do Painel de Controle, que podem ser acessados pela área de Programas e de Recursos. Portanto, os usuários do sistema do Windows apenas necessitarão realizar navegação normal pelo menu do gerenciamento das funcionalidades opcionais, em seus computadores ou notebooks, para conseguir ativar novamente o player de mídia. De fato, por mais obsoleto que esteja o programa, o mesmo sempre terá de chance de ser utilizado como uma opção remota, mas ainda presente.

Conforme está sendo divulgado sobre a atual versão do Windows 10, que está disponível para o usufruto de todos os usuários, o Windows Media Player ainda aparece e permanece listado entre todos os recursos opcionais que sempre compõe o sistema, mas como esse velho programa é uma opção própria do sistema do Windows, instalado por meio padrão em todos os computadores, os usuários estão livres para optar pela remoção do mesmo, sem que isso desfalque o sistema, sem que eles fiquem sem áudio e, poderá ser excluído a qualquer momento.

Assim, a Microsoft Corporation, que é uma companhia de sistemas operacionais, a qual desenvolve, produz, abre licenças, dá suporte e comercializa softwares de computador, de produtos eletrônicos, de computadores e outros serviços pessoais, oferece tanto a atualização de um programa, em substituição de outro, e também conserva um programa antigo que ainda pode ser útil para determinadas pessoas.

Paulo Henrique dos Santos



Artigos Relacionados

Deixar um Comentário