CNH-e – Carteira Nacional de Habilitação Eletrônica no Celular

Categoria: Carros, Notícias 186 0

  

Nova carteira de motorista poderá ser conferida pelo celular e estará disponível a partir de 2018.

Você já passou por aquela situação em que precisava apresentar um documento e quando verificou na carteira ele não estava lá? E para explicar a ausência do documento, que situação complicada, não é? Bem, com a carteira de habilitação esse problema, a partir do ano que vem, pode não acontecer mais, pois o documento poderá se tornar eletrônico, arquivado no seu celular.

É isso mesmo, logo depois da polêmica do sorriso na foto da CNH, que fez com que o Conselho Nacional de Trânsito se pronunciasse oficialmente esclarecendo que a foto utilizada na Carteira Nacional de Habilitação pode conter sorriso, desta vez o órgão veio à público para anunciar uma mudança muito importante no documento.

Trata-se da Carteira Nacional de Habilitação Eletrônica, a CHN-e, que é novidade no país. Essa versão do CNH do motorista pode possuir uma versão eletrônica que será arquivada nos aparelhos celulares mais modernos e que terá a mesma validade que o documento de papel.

Todo motorista sabe que dirigir sem a carteira de motorista é considerada uma infração, sujeita à multa e apreensão do automóvel em caso de blitz e outras fiscalizações da polícia. Mas, as pesquisas apontam que isso acontece de forma corriqueira, os motoristas acabam deixando o documento em casa e passam por vários constrangimentos.

Nesse sentido, a carteira eletrônica vai ajudar muito a essas “cabeças de vento”.



Contudo, o órgão deixa claro que não se trata apenas de ter uma fotografia do documento impresso no celular. A CNH eletrônica possuirá um QR Code, que poderá ser facilmente conferido pelos agentes de trânsito.

Quem tiver interesse no documento eletrônico deve fazer um cadastro no site oficial do Denatran. Além disso, o cidadão terá que pagar uma taxa anual pelo documento. A CNH-e será disponibilizada em um único aparelho e como todo processo no Brasil, o interessado deverá enfrentar certa burocracia para ter o documento disponibilizado.

Vários países no exterior já usam esse sistema de documentos eletrônicos e no Brasil o sistema será adotado a partir do mês de janeiro do ano de 2018.

Uma medida justa para um tempo em que as pessoas nunca se desgrudam de seus aparelhos celulares e acabam esquecendo-se de portarem documentos que são muito importantes.

Sirlene Montes



Artigos Relacionados

Deixar um Comentário