Ripple – Como funciona a criptomoeda

Categoria: Dinheiro, Notícias 323 1

  

Confira como é o Ripple e como funciona.

Sabe-se que nos dias de hoje a tecnologia revolucionou o meio onde vivemos. Desde o advento da tecnologia, que ocorreu logo após o término da Segunda Guerra Mundial, a sociedade vem se adaptando aos produtos e às normas impostas pela indústria de ponta. Sim, tudo é questão de adaptação.

Há alguns anos atrás, por exemplo, a ideia de comunicar-se a milhões de distância em tempo real parecia absurda. No entanto, nos dias atuais, o que mais se vê é esse tipo de comunicação, quem não é adepto, de certa forma, vive em um mundo a parte. Excluído dos demais.

É certo que todos os dias pessoas se dedicam à ciência, em busca de novas tecnologias que melhoram a qualidade de vida das pessoas em vários quesitos como: saúde, segurança e educação. Contudo, a princípio temos a tendência de ignorar essas descobertas e achar que elas são apenas mais uma entre tantas, e que na prática, pode mudar muito pouco a realidade das pessoas.

As criptomoedas compartilham essa mesma história. No início, pouco se conhecia sobre elas. Mas, nos dias de hoje, grande parte das pessoas já conhecem as moedas digitais. A mais famosa delas é o Bitcoin, entretanto esta não é a única, pois há no mercado inúmeras outras, sendo o Ripple uma delas.

Para quem não sabe as moedas virtuais ganharam destaque nos últimos anos pelo modo prático de negociação. Se antes as pessoas ficavam receosas de investir nessas moedas, até porque ainda não se sabe a procedência delas, ou seja, quem está negociando. Contudo, os bancos estão investindo cada dia mais, pois elas auxiliam para que as instituições economizem com burocracias que, no mundo real, existem e custam muito caro.



Nos últimos meses, inúmeros bancos, entre eles o Banco Santander, aderiram à moeda Ripple. O maior objetivo é usar o Blockchaim com o Ripple para fazer transações econômicas ao redor do mundo, sem, contudo, haver muitos gastos extras. Dessa forma, no lugar do dinheiro real, é transferida a moeda virtual.

A empresa que faz as trocas do Ripple não cobra pela realização dessas transações, diferente de cartão de créditos e bancos. Pelo contrário, de cada transação a empresa pega uma parte da moeda para ser destruída a fim de que o sistema seja protegido.

Vale ressaltar ainda que o Ripple não é uma moeda sem procedência, isto é, por trás do seu desenvolvimento está a empresa OpenCoin.

Por Sirlene Montes

Ripple



Artigos Relacionados

Um comentário em “Ripple – Como funciona a criptomoeda

  1. Diego

    Muito bom artigo.
    As criptomoedas chegaram para revolucionar o mercado, a ripple em especial pra revolucionar as transações bancárias internacionais.

    Responder

Deixar um Comentário